• Pedro Machado Costa [Lourenço Marques, 1972] é licenciado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto [1996], e mestre pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa [2004]. A sua formação académica passou ainda pela Bounkunde Technische Universiteit Delft e pela Ecole d’Architecture Paris-Conflans.
  • Colaborou com Manuel Vicente, em Macau e Lisboa [1994-1996], e com Manuel Graça Dias e Égas José Vieira [1996- 1997]. Em 1997, funda o a.s* – atelier de santos, sendo autor e coordenador de varios projectos de obras públicas até ao seu encerramento, em 2014. Após essa data desenvolve projectos a título individual ou em associação com outros autores, nomeadamente com Luís Ferreira Neto e Ingrid Murer.

 

  • É professor convidado na ESAyT – Escuela Superior de Arquitectura y Tecnologias [Madrid] entre 2010 e 2013, e docente no Departamento de Arquitectura do ISCTE-IUL [Lisboa] entre 2013 e 2014. Desempenha o cargo de director do PARQ – Departamento de Arquitectura e Paisagem da Escola Universitária Vasco da Gama [Coimbra] entre 2010 e 2012, tendo desenvolvido trabalho docente na mesma instituição entre 2008 e 2012.
  • Colabora regularmente em revistas e livros de arquitectura e de cultura urbana. Produz investigação científica nas áreas de Arquitectura, Paisagem e Crítica de Arquitectura, sendo membro associado do Dinâmia’CET – IUL [Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território] desde 2013.

 

  • A sua obra tem sido divulgada em inúmeras conferências e publicações na área da arquitectura, em países como Japão, Coreia, Estados Unidos, Itália, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Argentina, Chile, França, entre outros.
  • Foi convidado a participar em varias exposições internacionais de arquitectura, destacando-se a Bienal de Arquitectura de Veneza ou a Bienal Ibero-Americana de Arquitectura e Urbanismo, tendo exposto no Institut Valenciá d’Art Modern, na Hartell Gallery [Ithaca, NY], no Boijmans van Beuningen Museum [Rotterdam] ou na Architectural Association [London], entre outros.
  • A sua obra foi reconhecida por vários prémios, incluindo as nomeações para o Prémio Mies van der Rohe, em 2004 e em 2017, e para o Prémio Secil, em 2008. Foi finalista dos Prémios FAD e venceu o Premi Arquitectura dels Sócis d’Arquinfad em 2007.

 

  • Em 2017, é-lhe atribuído o Prémio AICA Arquitectura, pela Associação Internacional dos Críticos de Arte.